Como ler um rótulo de alimentos?

Você costuma ler as embalagens dos alimentos que você compra?

E o que você costuma observar?

Existe legislação no Brasil que indica uma série de informações que são obrigatórias nos rótulos. Duas delas são extremamente importantes para você conhecer melhor o produto que está consumindo: a lista de ingredientes e a tabela nutricional.

Slide2

A lista de ingredientes mostra todos os itens que fazem parte do produto e, segundo legislação que começará a vigorar em julho/2016, inclusive os traços dos principais alérgenos. Você sabe o que são traços de alimentos? São quantidades muito pequenas de um determinado componente que estão no produto não por fazerem parte da sua “receita”, mas por compartilhar maquinários ou ambiente do preparo de outros produtos. Assim, um chocolate ao leite pode conter traços de castanha de caju por ser produzido no mesmo equipamento que fará um chocolate crocante. Essa informação é extremamente importante para pessoas alérgicas, que podem apresentar reações com uma quantidade imperceptível. No caso do produto acima, um biscoito de polvilho, indica-se que não contém glúten.

Ainda sobre a lista de ingredientes, eles sempre se apresentam em ordem decrescente de quantidade, ou seja, o primeiro item da lista é aquele que mais está presente e, o último, é o que está em menor quantidade. Para o biscoito de polvilho, o ingrediente em maior quantidade é o polvilho e o que aparece em menor quantidade é a farinha integral de soja.

Podemos usar a informação da lista de ingredientes para identificarmos alguns segredos dos produtos. No caso do biscoito, o sal aparece em 3o lugar, apresentando maior quantidade do que o ovo e o soro de leite. Assim, já podemos deduzir que é um alimento que deve ter bastante sódio, algo que não é muito interessante para as pessoas, em especial, às crianças.

Ele também apresenta gordura vegetal em vez de óleo vegetal. Hoje em dia, muitos fabricantes não especificam qual tipo de gordura vegetal usam, podendo ser aquela que possui gordura trans (logo abaixo vamos confirmar isso). Então é importante ficar atento.

Também podemos observar substâncias que seriam estranhas ao produto, ou seja, não seria esperado encontrar. Nesse caso, temos soro de leite e farinha de soja, dois ingredientes que não fazem parte de uma receita caseira de biscoito de polvilho. Então, ler a lista de ingredientes passa a ser fundamental para pessoas alérgicas ou que apresentam outras restrições alimentares.

Agora, vou falar da tabela nutricional, que é a mais visada, principalmente para quem costuma fazer dietas de emagrecimento. Mas saiba que ela tem informações tão ou mais importantes do que a quantidade de calorias.

Slide3

Aqui está nosso biscoito novamente. Saiba que é obrigatório que a tabela tenha: valor energético, carboidratos, proteínas, gorduras totais, gorduras saturadas, gorduras trans, fibras e sódio. Alguns fabricantes, quando querem valorizar seu produto, incluem outros nutrientes, como cálcio e vitaminas.

A primeira informação a se observar na tabela está na primeira linha: o tamanho da porção. Ele deve aparecer tanto em medida de peso (gramas) ou volume (mililitros) e em medidas caseiras. Essa informação é importante para sabermos que toda tabela se refere àquela quantidade do produto. No caso do biscoito, são 25 unidades, que pesam 30 gramas. Isso pode parecer bobeira, mas alguns produtos, por serem porções individuais, pode parecer que a tabela se refere ao conteúdo inteiro da embalagem, mas nem sempre isso acontece. É o caso das latas de refrigerantes, cuja porção da tabela é 200mL.

A última coluna da tabela também é importante para ser decifrada: %VD, que é a porcentagem do valor diário. Ela parte do princípio que um indivíduo adulto padrão necessita de 2000kcal, 300g de carboidratos, 75g de proteínas, 55g de gorduras totais, 22g de gorduras saturadas, 25g de fibras e 2400mg de sódio. Assim, se esse indivíduo consumir os 25 biscoitos, ele estará obtendo 7% dos carboidratos, por exemplo, necessários durante um dia inteiro. Porém, vamos lembrar que esses são valores médios para adultos. Assim, crianças apresentam necessidades menores para a maioria dos nutrientes.

E qual o motivo de terem dois asteriscos na gordura trans? Porque, ao contrário de todos os outros nutrientes, não existe uma recomendação para o consumo de gordura trans: ela não é necessária para a saúde. Pelo contrário! Ela é nociva e deve ser evitada. Assim, na nossa tabela, podemos identificar que o biscoito possui 1,8g de gorduras trans. O máximo aceito diariamente é 2 gramas. Assim, os biscoitos fornecem quase que totalmente a quantidade máxima que um adulto pode comer. E você se lembra daquela gordura vegetal na lista de ingredientes, que não sabíamos que tipo seria? A partir da tabela nutricional, podemos saber que se trata de uma gordura vegetal hidrogenada, que é riquíssima em gordura trans.

O que mais a tabela nos diz? Calorias nem sempre dão uma informação importante, principalmente quando estamos falando de crianças e bebês. Mas podemos ver que o biscoito não possui proteínas e fibras, mas apresenta uma quantidade de sódio que precisa ser levada em conta. Afinal, 25 biscoitos fornecerão 12% da necessidade de um adulto, mas para uma criança pode ser praticamente 1/4 das suas necessidades diárias.

Viu como é importante a leitura do rótulo? Ele é um meio de comunicação entre o fabricante e o consumidor. Todos rótulos possuem também um telefone ou e-mail para você obter informações, tirar dúvidas ou reclamar. Pode haver erros no rótulo? Pode, sim! Por isso, caso você verifique algo suspeito, é sinal de que a empresa não merece sua confiança, certo? E, não se esqueça, você deve denunciar as irregularidades sempre!

 

Anúncios


Categorias:Falando um Pouco Sobre...

Tags:, , ,

5 respostas

Trackbacks

  1. Gelatina é um alimento próprio para as crianças?
  2. Bebê pode comer… Mucilon?
  3. Complemento sabor vitamina de frutas: promessa de muitas vitaminas, mas sem nenhuma fruta
  4. Além do papelão: mitos sobre a Operação Carne Fraca – TABULEIRO ACONTECE
  5. Gelatina é um alimento próprio para as crianças? – Maternidade Sem Neura

Comente esse post! Vamos gostar de ler sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: