Ideias para um quarto montessoriano

Esse post é mais um relato pessoal do que um texto para trazer informações técnicas/teóricas sobre a pedagogia montessoriana. Sugiro, para quem não conhece sobre o assunto, que busque informações, porque é uma das linhas da pedagogia que se usa para crianças. Ela valoriza a independência (de forma espontânea e não forçada) e, ao mesmo tempo, o respeito ao desenvolvimento natural dos nossos filhos. Existem algumas escolas no país que trabalham dentro dessa perspectiva, mas não necessariamente precisamos esperar que nossos filhos entrem na escola para trazer à prática essa teoria.

Nesse texto, quero falar, em especial, sobre a adequação do quarto para o bebê. Saiba que, desde o seu nascimento, podemos ter uma estrutura que favoreça a “liberdade” dele, mas, de acordo com o seu crescimento (quando já começa a engatinhar), o método montessoriano ganha mais sentido.

Em um quarto montessoriano, não tem espaço para berço, pois ele não permite que o bebê percorra o ambiente de acordo com a sua vontade. Os brinquedos também precisam estar acessíveis a ele, pois, assim, o bebê não dependerá de um adulto para alcançá-los. Também é comum a utilização do espelho (na altura do bebê), para a criança se observar e, antes dos primeiros passos, uma barra que facilite para o bebê ficar em pé também pode ser usada. O quarto também tem a característica de ter espaços livres para que a brincadeira ocorra. Não adianta ter um monte de brinquedos disponíveis quando o bebê não consegue construir uma brincadeira com eles. Quando maiores, inclusive as roupas e calçados devem estar acessíveis para que o bebê/criança faça sua escolha.

Começamos a adaptar o quarto da Manu após o seu sexto mês de vida. Primeiro, colocamos uma estante-brinquedo que conseguíamos montar de diferentes formas e, ao mesmo tempo, guardar alguns dos brinquedos. Ela era bem baixinha e leve. Também espelhamos (espelho de acrílico) uma das paredes com imagens variadas (gato, borboletas, cogumelos, flores…).

Quando a Manu tinha pouco mais de um ano, desmontamos o seu berço e ela passou a dormir no colchão que colocamos sobre o tapete de EVA. Eventualmente, quando íamos olhá-la, ela estava fora do colchão, mas, com o passar do tempo e com algumas técnicas para fazer barreiras, ela tem se mantido mais no colchão. Foi muito bom não ter pensado em nenhuma superfície mais alta para suspender a cama (e manter o colchão mais fino do berço) porque, assim, ela não “caia”.

Quando tiramos o berço, tivemos que ter atenção redobrada com os possíveis perigos do quarto: objetos que possam machucá-la, tomadas etc. De certa forma, nem precisamos mexer muito na estrutura do quarto porque a Manu não tem muito o perfil de acordar de madrugada e brincar e, no seu quarto, já não existiam tantos riscos. Nos primeiros meses, mantivemos uma grade de proteção na porta, para evitar que ela saísse para o restante da casa. Hoje, já não usamos a grade e, sempre que ela acorda, ou nos chama ou já vai direto para a nossa cama.

Agora, no começo do ano, dado que a Manu não é mais uma bebê, remodelamos novamente o quarto. Montamos um cantinho de leitura, com uma mesa de apoio onde ela desenha e brinca também. A estante, ainda bem baixa, já tem gavetas para ela guardar brinquedos diversos. Por último, providenciamos a cama. Esse foi um grande marco para ela se apropriar ainda mais do seu quarto (para quem não sabe, eventualmente, fazemos cama compartilhada).

Trouxe a ideia da cama de casinha e ela curtiu. É uma cama que ainda fica no chão, mas já a deixará um pouco mais alta (há a opção de ter grades, mas não quis porque, com a chegada da cama, retiraria a poltrona de amamentação do quarto e saberia que eu me deitaria na cama várias vezes). Providenciamos também um colchão novo e maior (que vira um ótimo pula-pula improvisado). Colocamos novos adesivos nas paredes (com ela participando ativamente nesse dia, escolhendo onde colocar cada desenho), colocamos decorações também ao seu alcance, as luminárias decorativas, além daquelas estrelinhas no teto que brilham no escuro.

 

Esse é o cantinho da Manu!
     
 O quarto agora já tem cara de criança! Algo muito bacana é que, em especial para a cama e luminária, contamos com o trabalho muito delicado e profissional de duas outras mães empreendedoras!

Anúncios


Categorias:Experiências e Vivências

Tags:, , , , ,

Comente esse post! Vamos gostar de ler sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: