Ganho de peso durante a gravidez

Engordar durante a gravidez traz medo em muitas mulheres. Vou ter mais dificuldade para parir? Meu bebê correrá mais risco? Voltarei ao meu peso? Esses são alguns dos questionamentos.

Em primeiro lugar, precisamos usar o termo mais adequado: ganho de peso. Quando falamos “engordar”, estamos remetendo a aumentar a quantidade de gordura e não necessariamente isso acontece.

Uma mulher que inicia a gestação com o peso adequado tende a ganhar de 11 a 16kg, Esse peso é distribuído em:

  • Cerca de 3,5kg de peso do bebê,
  • De 0,9 a 1,4kg de líquido amniótico,
  • De 0,9 a 1,4kg de placenta,
  • De 1,6 a 1,8kg por causa do aumento do volume sanguíneo,
  • De 0,9 a 1,4kg por outros líquidos corporais,
  • De 1,4 a 1,8kg de útero,
  • De 0,7 a 0,9kg pelo aumento do volume das mamas e
  • De 3,6 a 4,5 kg serão as reservas de gordura da mulher.

image

É importante saber que, mesmo mulheres que começam a gravidez com excesso de peso, precisam ganhar alguns quilos. Será em menor quantidade, mas não se deve pensar em emagrecimento.

Por outro lado, mulheres abaixo do peso precisariam ganhar mais. Isso assusta as pessoas, inclusive os médicos. Veja, abaixo, a recomendação do ganho de peso para as gestantes (que esperam somente um bebê):

Apresentação1

Várias vezes, recebo gestantes encaminhadas devido ao ganho excessivo de peso. Quando colocamos no gráfico, essa mulher está ótima!

Aliás, você sabia que o peso da gestante é avaliado por meio de um gráfico? É parecido com o de bebês.

grafico.jpg

A parte mais baixa é a do baixo peso (BP), seguida do peso adequado (A), sobrepeso (S) e obesidade (O). É importante que a curva formada pelo ganho de peso da grávida seja ascendente, ou seja, inclinada para cima, sendo desejado que a inclinação seja menos acentuada para aquelas com excesso de peso e, mais, quando há baixo peso.

Apresentação2

E você sabe por que existe uma recomendação de ganho de peso? Porque há um risco maior para alguns problemas. O ganho de peso insuficiente pode proporcionar que o bebê nasça com baixo peso ou menor do que o esperado, além de aumentar o risco de parto prematuro. Já o ganho de peso excessivo aumenta o risco de infecção urinária, de diabetes gestacional, de pré-eclâmpsia e pode dificultar o trabalho de parto, além de poder levar ao trabalho de parto precocemente e termos um bebê macrossômico (doença caracterizada pelo peso elevado do bebê).

Porém, tal como avaliamos um bebê, não podemos nos limitar ao ganho de peso para dizer se a mulher está bem. Existem mulheres que não desenvolvem anemia, o bebê está crescendo mas não conseguem ganhar peso como o esperado. Eventualmente, dependendo da intensidade dos enjoos, a grávida pode, até, perder peso nos primeiros meses (e isso não é considerado no gráfico). Então, nada de ficar ansiosa com o peso, sem, antes, olhar para a sua saúde de forma geral. Converse com o seu médico. Visite um nutricionista! Tenha uma gestação tranquila.

Anúncios


Categorias:Falando um Pouco Sobre...

Tags:, , ,

Comente esse post! Vamos gostar de ler sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: