Portugal para Pequeninos – passeios

Por Viviane Laudelino Vieira

No post anterior, apresentei algumas questões básicas sobre Portugal: características do país, sistema de transporte e clima. Também falei sobre hospedagens e alimentação.

Agora, vou falar um pouco dos passeios. Antes de citar lugares, é bom lembrar que Portugal é cheio de ladeiras, o chão às vezes é escorregadio aos nossos sapatos e há muito piso irregular, calçadas estreitas e escadas. Porém, vi muita gente com bebês e crianças “turistando”. Isso é muito legal porque há uma cultura de trazer a criança para o mundo, sem limitar a família de aproveitar suas férias. Isso já vejo acontecendo diferente no Brasil. Quando comentei com a antiga pediatra da Manu sobre uma intenção de viagem, ela fez cara de reprovação. E também sinto que as famílias evitam sair com as crianças pequenas.

Porto

Essa é, de longe, minha cidade favorita. Lá, é obrigatório passar uma tarde, estendendo à noite, na Ribeira, que é onde se encontra o rio Douro, cercado de dezenas restaurantes, a famosa ponte Luis V e, do outro lado, em Gaia, as diversas caves do vinho do Porto. Caminhar por lá é uma delícia, ouvindo algum artista de rua, e também se pode passear de teleférico ou de barco. Para as crianças, vale um pouco de atenção porque não há proteção nas margens do rio e, como é cheio de turistas, talvez seja o lugar com mais “oportunistas” da cidade (nem de longe posso chamar de perigoso). Atravessando a ponte, encontra-se a cidade de Vila Nova de Gaia, onde ficam as caves de vinho do Porto. Os gramados que você encontrará nessa parte são espaços para deixar as crianças livres. Dependendo da época do ano, com um pouco mais de calor e sol, vale a pena ficar nessa região só curtindo o ócio. Uma delícia!

11108225_910298469013755_1223931760828370799_n-1

Margens do Rio Douro

Um passeio de  bonde, fora dos horários mais lotados de turistas, é uma experiência que vale a pena. Você pega numa “paragem” próxima à igreja da Sé e vai passar por parte dos pontos turísticos, como a rua Santa Catarina, a igreja dos Clérigos e a avenida dos Aliados. Fará você se sentir em outra época!

Os parques e praças também são espaços ótimos para os bebês e crianças. Recomendo os jardins do Palácio de Cristal, a Fundação Serralves, o Parque da Cidade, o Jardim Botânico e a Quinta do Covelo, que tem uma área infantil muito bacana. No Parque da Cidade, encontra-se o Pavilhão da Água, que proporciona experiência interativas que chamará atenção das crianças.

11266646_910298709013731_2229437699629949435_n-1

Vista a partir do Palácio de Cristal

Passear pela Foz (onde o Douro deságua no mar) e, quando calor, ir à praia de Matosinhos de metrô vale a pena pela grande praticidade. A água é bastante fria, mas tem um espaço enorme de areia para as crianças correrem. Essa região de Matosinhos é famosa pelas sardinhas assadas. Imperdível!

Para conhecer a culinária local, leve as crianças ao Mercado do Bolhão. Encontrará uma variedade de frutas, queijos, pães e temperos. Fica ao lado da estação de metrô com o mesmo nome.

A Casa da Música é a principal sala de concertos do Porto e possui, inclusive, atividades específicas para as crianças. Além dos concertos, apresenta um restaurante e, em algumas noites, poderá assistir a uma apresentação de fado.

O Museu de História Natural da Universidade do Porto certamente despertará o interesse das crianças. Ele compreende diferentes coleções correspondentes aos anteriores núcleos museológicos da Faculdade de Ciências, nas áreas da Paleontologia e Mineralogia, Zoologia, Arqueologia e Etnografia, bem como o Jardim Botânico e ainda o Herbário. É gratuito.

A arquitetura do Porto é um grande presente para os olhos. Andando pelo centro, há dezenas de construções que se destacam pela beleza. Aqui vão algumas sugestões: Palácio da Bolsa, Torre dos Clérigos, Livraria Lello, Igreja de Santo Ildefonso, Palácio do Queijo, Estação Ferroviária de São Bento, Sé…

A visita ao Estádio do Dragão vale a pena. Se tiver sorte, tente assistir a uma partida. É extremamente organizado, calmo e seguro.

Também aproveite para participar de festas típicas. Uma das principais é a Festa São João do Porto, em 24 de junho. Também existem festas em estilo medieval, diferentes de todas que você já deve ter frequentado.

Cidades próximas ao Porto

Braga: é o segundo polo religioso de Portugal. Possui uma igreja, o Santuário Bom Jesus de Braga, que fica ao topo de um morro e, para chegar até lá, existe uma escadaria enorme! Para quem não quiser ir andando, existe um santo funicular! Fora esse percurso íngreme, todo o restante da cidade é plano e, em boa parte do seu centro, não há tráfego de carros, o que dá muita liberdade para os pequenos. Possui praças lindas!

Guimarães: é uma cidade medieval e bastante antiga. Logo à sua entrada, já se anuncia que a história de Portugal começou ali. Andar nos seus calçadões, visitar o Castelo de Guimarães ou subir de Teleférico até o Santuário da Penha já vale o passeio. Também possui um parque aquático chamado Scorpio.

Aveiro: é uma cidade litorânea, mas somente na minha terceira visita realmente conheci seu litoral, como contei no post anterior sobre Portugal (e vale muito a pena). A cidade é conhecida pelos seus doces de ovos moles, à base de gema e açúcar, e por seus canais (ela é conhecida como a Veneza portuguesa… não chega a tanto, mas vale o passeio de barco. Também é uma cidade ótima para se andar de bicicleta.

10675566_914759468567655_8809775122728709921_n

Canais de Aveiro

Coimbra – Essa é uma cidade universitária, mas que possui atividades bem bacanas para crianças. Portugal dos Pequenitos é um parque lúdico-pedagógico especial para as crianças. Além disso, pode-se fazer um passeio de barco pelo rio Mondego, que atravessa a cidade, e visitar o Exploratório,  um espaço gratuito que se propõe a oferecer atividades para a promoção da cultura científica.

Lisboa

Essa é a capital do país e lá você encontrará pessoas de todo o mundo, em especial da Europa. Mas, mesmo sendo uma capital, é relativamente tranquila e segura, com ar antigo. A quantidade de passeios e atividades é imensa e a possibilidade de fixar hospedagem lá e passear em outras cidades vale a pena.

Ela é conhecida como a cidade das Sete Colinas. Assim, ela tem seu contorno central com partes bastante altas, onde existem os bairros de Alfama e o próprio Bairro Alto, e a parte Baixa. Vale a pena gastar pelo menos um dia nesses locais. Porém, se não serviu de alerta, será um passeio com muitas subidas e descidas. Com criança, vai precisar de algumas adaptações, pois será muito sacrificante fazer os percursos a pé. Mas há diversos “atalhos”. Essa região possui elevadores e funiculares, que fazem exatamente esse papel de te levar para cima e para baixo. O mais famoso é o da Santa Justa, mas também existem o do Lavra, da Glória e da Santa Bica. Com relação ao da Santa Justa, o “piso” superior levará ao Museu Arqueológico do Carmo, que é um sobrevivente do terremoto que acometeu a cidade em 1755. Já o elevador da Glória te levará ao Jardim São Pedro de Alcântara, que possui uma praça muito gostosa (com uma vista linda). Essa parte alta da cidade também possui ótimos restaurantes, casas de fado e uma vida boêmia muito movimentada.

Na parte baixa do centro histórico, você poderá caminhar tranquilamente para visitar o Arco da Augusta, o Terreiro do Paço algumas praças como a Martim Moniz e caminhar pelos calçadões dessa área. Um pouco mais distante, é interessante conhecer o Museu das Marionetas (as nossas marionetes).

Outra forma muito especial de passear por essas regiões e pegando o Elétrico 28, um bonde que passará por diversos pontos interessantes. Vale a pena parar na Estrela, com uma visita à Basílica que lá se encontra (é possível subir nos andares mais superiores) e ao Jardim da Estrela, onde é possível estender uma canga na grama e deixar as crianças brincarem tranquilas. Ao outro extremo do trajeto, recomendo uma parada no Castelo de São Jorge. Nas suas proximidades, tem um lindo mirante onde é possível assistir ao por do sol no rio Tejo. Dentro do próprio Castelo, é possível caminhar sobre as suas estruturas, que são enormes. Mas, atenção às crianças pois é cheio de escadas íngremes e sem apoio. Recomendo visitar se tiver com mais um adulto.

Saindo do centro histórico, chamo atenção para o bairro de Belém. Ele é um dos meus lugares favoritos e talvez o mais amigável às crianças. Chega-se facilmente de ônibus elétrico e, lá, é fundamental visitar o Mosteiro dos Jerônimos, a Torre de Belém, o Monumento aos Descobrimentos e a loja onde se vendem os verdadeiros pasteis de Belém. Tudo merece ser feito com muita calma. Há praças enormes para as crianças, chafariz e área com brinquedos em madeira.

10419509_912614748782127_3031768609596130417_n

Bairro de Belém

Na parte nova da cidade, encontra-se o Parque das Nações. Dele, podemos avistar a Ponte Vasco da Gama, a mais longa de toda Europa. Do parque, temos uma vista linda do rio Tejo e lá podemos caminhar , andar de bicicleta ou de Teleférico. Nele, encontra-se o Oceanário e o Museu de Conhecimento.

Próximo à estação do Zoológico, existe o Museu das Crianças, um espaço que visa desenvolver a sensibilidade cultural e artística das crianças e, de uma forma moderna e divertida, despertar-lhes a imaginação e a curiosidade para a descoberta dos seus talentos e do mundo que as rodeia, em paralelo com uma importante componente de formação humana.

Cidades próximas à Lisboa

Cascais: de trem (ou carro), chega-se facilmente a Cascais, um dos mais famosos litorais de Portugal. É bem diferente das belezas brasileiras (prefiro o nosso litoral), mas vale a pena por ter uma orla enorme que favorece a caminhada. Gastronomia e as diversas lojinhas nos calçadões também são interessantes, além de ser o local da matriz da sorveteria Santini. Não perca o sorvete de morango!

Sintra: de Cascais (ou mesmo diretamente de Lisboa), chega-se à Sintra, uma cidade que parece de brinquedo, de tão graciosa que é. O seu centro histórico é rico em museus, lojas e restaurantes. Pegando um ônibus, chega-se a três lugares deslumbrantes: o Castelo dos Mouros, o Palácio da Pena e o Parque e Palácio Monserrate. Vale a pena voltar de Sintra, rumo a Cascais, tomando um ônibus que passe pelo Cabo da Roca, o ponto mais oeste do continente Europeu. A vista de lá é uma das mais lindas que já vi. Imperdível! Mas leve casacos porque normalmente há vento forte e pode ser bastante frio. Uma outra possibilidade a partir de Sintra é pegar um Elétrico (bonde), que te levará à Praia das Maçãs. É um trajeto que beira a estrada, mas muito charmoso!

Fátima: saindo ao norte de Lisboa, temos a cidade de Fátima. Imagino que seja praticamente impossível chegar a Portugal e não conhecer o Santuário de Fátima. Acredito que, independente da religião, o local emociona e apresenta uma história muito rica.

Óbidos: próximo à Fátima, encontramos Óbidos, uma cidade que fica dentro de um castelo. Imagino que seja difícil de imaginar isso sem conhecê-la. Ela é extremamente voltada ao turismo e possui diversas festas, como a Medieval e do Chocolate. Você poderá andar por todo entorno da cidade sobre as muralhas do castelo. Fique atento com as crianças, pois a maior parte não possui proteção.

11406729_912612018782400_525458499914140188_n

Óbidos

Aqui, estou fazendo um apanhado no entorno das duas cidades mais importantes de Portugal, que são Lisboa e Porto. Porém, Portugal não é só isso. Mesmo sendo um país pequeno, existem regiões com características bem distintas, como Algarve, uma região litorânea e quente ao sul do país, e a Serra da Estrela, com elevada altitude e, dependendo da época do ano, existe neve com, inclusive, estações de esqui. Então, aproveite o roteiro é boa viagem!

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios


Categorias:Nós Recomendamos - Passeios

Tags:, , , , , , , ,

1 resposta

Trackbacks

  1. Portugal para pequeninos – informações gerais, transporte, hospedagem e alimentação

Comente esse post! Vamos gostar de ler sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: